POLICIAIS MILITARES DO GP DE RIBEIRÃO CORRENTE RECEBEM HOMENAGEM


A Câmara de Vereadores de Ribeirão Corrente homenageou os policiais militares do Grupamento de Policiamento do Município em sessão especial realizada no Plenário do Legislativo.

 

Foram duas homenagens: uma da Mesa Diretora da Câmara, formada pelos vereadores Mauro Aparecido Gonçalves – Mauro Polícia (presidente), Rafael Edler Cunha (vice) e pelos secretários Fued Salomão Neto e Samuel Tótoli Borges, além de Fernando Bertanha – Fernando Capoeira, Elias Delcídio - Lia e Paulo Sérgio Mendes – Paulinho, e outra dos vereadores Aninha Montanher e Anderson Rébuli.

Foram homenageados os policiais;

1º Tenente Jefferson Tiago de Melo.

Sub-Tenente Newton César de Paula

Cabo David de Oliveira Santos

Cabo Thallis Henrique de Senne

Soldados:

Rogério Garcia Truilho

Peterson David Ferreira Quintanilha

Lucas Raiz Chagas Buranelli

Saulo César Benedito dos Santos

Adilson Gonçalves Gama

Danilo Buess de Andrade Nasser

Thiago Leandro Madaleno de Abreu

CAPITÃO HÉLDER

Na solenidade esteve presente do comandante da 3ª Companhia de PM, Capitão PM Helder Antônio de Paula, que em belíssimo discurso enaltece o trabalho policial desenvolvido na região e também se pronunciou a respeito da Moção de Repúdio em protesto ao jornalista Rogério Pagnan, por ataques gratuitos à corporação em uma série de matérias, a última delas ofendendo a honra e a memória da soldado PM Feminino  Juliane Santos, brutalmente assassinada na Favela Paraisópolis, na Capital.

MOÇÃO DE REPÚDIO

A Câmara de Vereadores de Ribeirão Corrente aprovou na noite desta terça-feira um veemente protesto, através de Moção de Repúdio oficial do Legislativo, contra as ofensas do jornalista Rogério Pagnan, da Folha de SP, pelas ofensas em reportagem sobre o caso da policial feminino Juliane Santos, brutalmente assassinada na Favela Paraisópolis, na Capital e encontrada morta quatro dias depois no porta-malas de um carro. 

O autor da Moção de Repúdio (leia a íntegra abaixo) é de autoria do vereador Mauro Aparecido Gonçalves - Mauro Polícia - que foi policial por 30 anos e em seu segundo mandato, preside a Câmara de Vereadores de RC.. 

Por coincidência, na mesma sessão desta terça-feira à noite, o Legislativo de RC reuniu os policiais militares do GP da cidade para homenageá-los pelos relevantes serviços prestados à cidade, como a presença do Comandante da 3ª Companhia do 15º Batalhão, Capitão Hélder e do Coronel Rezende, reformado da PM e que representou o Deputado Estadual Coronel Camilo (ex-comandante da Polícia Militar do Estado de SP. 

 

LEIA A ÍNTEGRA DA MOÇÃO DE REPÚDIO 

 

MOÇÃO DE REPÚDIO

Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Corrente

CONSIDERANDO que o brutal assassinato da Polícia Militar, soldado PM Juliane dos Santos, na favela de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, causou comoção nacional.

CONSIDERANDO que além de um ser humano, que tinha família e exercia com honradez sua profissão, a soldado Juliane dos Santos merecia a vida em comunidade como qualquer cidadão.

CONSIDERANDO que o episódio, apesar da brutalidade, foi alvo de uma mentirosa, rancorosa e maldosa matéria veiculada pelo Jornal Folha de SP, sob os momentos que antecederam o desaparecimento da Policial Julian, encontrada morta quatro dias depois dentro do porta-malas de um carro.

CONSIDERANDO que o autor da referida matéria, o jornalista Rogério Pagnan, mais uma vez usou do nobre espaço no jornal Folha de SP e da nobre profissão, para vociferar asneiras que atingiram não só a honra da família do soldado feminino, como também de toda a corporação.

CONSIDERANDO que, o histórico do referido jornalista é de agressões e ofensas gratuitas não só a policiais militares, como à própria corporação da Polícia Militar do Estado de SP.

CONSIDERANDO que, embora incompreensíveis, se percebe que muitos dos textos do referido jornalista são um misto de rancor e insanidade absoluta, dado as mentiras em que são na maioria das vezes baseados.

CONSIDERANDO que, como ex-policial, que passou por Pedregulho e por Franca, ambos municípios da base do 15º Batalhão de Polícia Militar, o senhor Rogério Pagnan deixou um histórico nada invejável e que em nada se coaduna com o comportamento que a gloriosa força policial mantém entre seus membros.

CONSIDERANDO que por seu histórico e sua ficha enquanto policial militar, o senhor Rogério Pagnan acabou “aquartelado” tal o grau de problemas que gerava e atos de indisciplina que cometia no exercício da função.

CONSIDERANDO que as desídias foram tantas, os atos de indisciplina e ações reprováveis foram tantos que o senhor Rogério Pagnan deixou a força policial, tornando-se jornalista, primeiro em Ribeirão Preto e depois em SP, parece que como uma missão especial de sempre atacar policiais e a Polícia Militar.

CONSIDERANDO que os termos usados pelo referido jornalista para definir os últimos momentos da Policial Juliane, referindo-se com termos de que ela teria “bebido, dançado e beijado” foram no mínimo desnecessárias, quanto mais ofensivas.

CONSIDERANDO que este documento, que se torna oficial da Câmara de Vereadores de Ribeirão Corrente, após sua discussão e deliberação, é um desagravo não só à vítima Juliane dos Santos, quanto à Corporação Polícia Militar,

OS VEREADORES abaixo subscritos apresentam à Discussão e Deliberação do Plenário da Câmara de Vereadores de Ribeirão Corrente, a presente

 

MOÇÃO DE REPÚDIO

Ao jornalista Rogério Pagnan e ao Jornal Folha de São Paulo, pela forma desonrosa, desrespeitosa e desumana como a matéria do referido autor tratou o caso do brutal assassinato da Polícia Militar Soldado Juliane dos Santos.

Que da presente MOÇÃO DE REPÚDIO seja dado conhecimento de forma oficial, ao jornalista Rogério Pagnan e ao Jornal Folha de SP.

Os subscritores solicitam ainda o envio de cópias, com inteiro teor, ao 15º Batalhão de Polícia Militar do Estado de SP, sediado em Franca, ao Comando de Policiamento de Aérea do Interior, em Ribeirão Preto, ao Comando da Polícia Militar Rodoviária do Estado de SP, à Casa Militar do Governo do Estado e ao Exmo. Sr. Governador do Estado, Márcio França, além dos órgãos de comunicação regional.

Sala das Sessões, 14 de agosto de 2018

Vereador Mauro Aparecido Gonçalves

Presidente